Destaque:

A retrospectiva de Brás Cubas

Tenho grande apreço por Machado de Assis, pois acredito que sua contribuição para a Literatura Brasileira foi muito além de incrementar ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Quarta-feira Mc 6,1-6

IV Semana do Tempo Comum

Pe. Valderi

Veio para os seus mas os seus não o receberam (Jo 1, 11). Jesus vai a Nazaré, terra de sua família onde certamente encontra muitos familiares seus. O que poderíamos pensar é que em terra onde encontramos nossos familiares somos entendidos mais facilmente. Pois não é o que acontece com Jesus, justamente ali junto dos seus é incompreendido e mau visto.

Jesus filho do carpinteiro Ele mesmo dirá a Pedro mais adiante, que não é a carne nem o sangue que faz alguém ver a manifestação de Deus, mas o próprio Espírito Santo é quem abre os olhos para que se possa enxergar as maravilhas de Deus. Por isso, diz no evangelho que Jesus ficou admirado com a tamanha falta de fé deles.

Muitas vezes podemos estar agindo como estes familiares de Cristo, não com o próprio Senhor, mas com nossos irmãos, nossa família. Em meio a rotina familiar não conseguimos perceber a ação de Deus na vida de quem esta perto de nós, esquecemos que no ordinário da vida pode estar escondido a heroicidade de uma vida virtuosa, mais próxima de Deus do que nós mesmos. A incompreensão que sentiu Jesus pode ser o descaso ou indiferença que hoje sentimos em nossa roda familiar ou social, por isso devemos agir como Cristo que transforma este mau recebimento não em fonte de desânimo mas em força para viver sob o signo da renúncia que leva ao triunfo pascal.

Ouvimos um frase bem popular: Santo de casa não faz milagre, e Jesus provou um pouco disto, mas não por que ele não o quisesse fazer, mas pela falta de fé daqueles que ali estavam. Nossa fé permite ou não a ação de Deus em nossas vidas, se queremos viver com Deus presente em cada dia temos que aumentar nossa fé, pois somente ela pode abrir caminho para Deus nos tocar e nutrir com sua vida eterna.

Nenhum comentário: