Destaque:

A retrospectiva de Brás Cubas

Tenho grande apreço por Machado de Assis, pois acredito que sua contribuição para a Literatura Brasileira foi muito além de incrementar ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Cátedra de Pedro: nossa fé, nosso amor, nossa obediência

bento xvi tronoTu és o Cristo, Filho do Deus vivo (Mt 16,16). Esta é a confissão de Pedro, palavras que brotaram não de sua simples inteligencia humana ou de sua vontade mas da inspiração dada por Deus. Esta confissão de Pedro reuni a profissão de fé da Igreja, estamos sempre prontos a dizer ao mundo a real identidade de Cristo, o Filho do Deus vivo. Neste m undo que ainda precisa urgentemente de vozes que proclamem a identidade de Jesus, encontramos em Pedro a pessoa que nos dá o exemplo e assume o fronte no anúncio desta verdade de fé. Pedro, de sua Cátedra, hoje sentada por nosso querido Bento XVI, diz ao mundo, cristão e não-cristão, crente e não crente, que Deus enviou seu Filho (Gl 4,4) para tirar do estado de pecado toda a humanidade.
Catedra de PedroMuitos ataques ressoam pelas bocas ávidas por notoriedade, cheias de vaidade e maledicência imaginando que possam algum dia macular a imagem desta Pedra (Cefas) que Jesus nos deixou para guiar sua Igreja. A estes polemizadores de “churruminos” devemos dispensar nossas mais misericordiosas orações por mentes tão torpes que inundam suas almas num abismo de lama. Mas devemos responder como bravos cristãos, filhos desta Igreja guiado com humildade e na verdade por nosso Santo Padre, o “doce Cristo na terra” (Santa Catarina de Sena).
Encontramo-nos em tempo de reafirmar nossa adesão filial a Pedro, pois podemos hoje ver com mais clareza a postura fundamental para a Igreja católica deste homem humilde e fraco em seu corpo, mas forte e poderoso em sua fé e em seu comando. Amamos o Papa e queremos que todos o amem, pois o amor a ele nos leva a amar a Deus em Sua Igreja, caminho seguro para o Reino dos Céus. Muitos santos morreram declarando seu amor incondissional ao Papa, lembro de São Bosco que sempre demonstrava que seu coração era de Jesus Eucarístico, Maria e do Papa. Nosso coração pode comportar estes três sem medo de sobrepor o amor exclusivo a Deus. Na verdade, com eles chegaremos certamente a Morada Eterna.
Jesus entrega chaves a Pedro A profissão de fé de Pedro em Jesus foi fundamental para que o Senhor pussesse em Pedro o cargo de guia de Sua Igreja: Tu és Cefas, e sobre esta pedra edificarei minha Igreja, e as forças do inferno não poderão vencê-las (Mt 16,18), e, apesar das fraquezas humanas de Pedro, a fé dele em Cristo o permitiu guiar, ensinar e santificar todo o povo cristão. O poder transmitido a Pedro por Jesus permanece inabalável até os dias de hoje, Bento XVI goza das mesmas prerrogativas de Pedro por isso ele é Pedro onde Cristo edifica Sua Igreja, aquele que tem as chaves do Reino dos Céus (Mt 16,19), ou seja, que é ponte (pontífice) entre nós e o Reino. Mesmo que temamos as forças do inferno e seus capatazes, encontramos quem os pode resistir, porto seguro onde encontramos refúgio certo contra estas forças que vivem para as almas.
Mesmo diante da clara nomeação de Pedro como chefe de Sua Igreja há quem ainda duvide da autoridade do Papa sobre o cuidado de todo o rebanho de Cristo. Havendo perguntado três vezes a Pedro se ele O amava, Jesus pede, cuida de minhas ovelhas (Jo 20,17) o Senhor pede a Pedro que apascente e cuide para que nunca falte alimento que nutre seu rebanho, a eucaristia, nem falte o ensinamento necessário, a pregação da palavra, mas também que nunca falte o amor para com Suas ovelhas, a caridade. Hoje vemos tudo isto em Bento XVI, nosso amado papa, que a cada pronunciamento e cada viagem que faz podemos olhar e ver a figura de Pedro que tem sempre diante de si a incumbência dada pelo próprio Jesus: cuida de minhas ovelhas.
Neste dia e sempre reafirmemos nosso amor ao Santo Padre, nossa obediência filial, para juntos com ele professarmos nossa fé em Jesus o Filho do Deus vivo.
***

Nenhum comentário: