Destaque:

A retrospectiva de Brás Cubas

Tenho grande apreço por Machado de Assis, pois acredito que sua contribuição para a Literatura Brasileira foi muito além de incrementar ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Terça-feira 2Sm 6, 12b-15.17-19 Mc 3, 31-25

III Semana do Tempo Comum

Pe. Valderi

Nesta leitura tirada do segundo livro de Samuel vemos a alegria do povo reunido em torno da Arca de Deus. Reunida festejando em torno da Lei de Deus.

Uma comunidade que entende a importância daquilo que ela têm festeja e se alegra, pois reconhece o tesouro que possui da parte de Deus. Nós temos um tesouro que nos foi dado por Deus também, assim como este povo do rei Davi. Temos a Eucaristia que é o próprio corpo e sangue de Nosso Senhor. Temos o tesouro, vivemos em comunidade, por que ainda não pulamos de alegria? Evidente que nossa manifestação de festa por este dom de Deus pode ser diferente do que a de Davi e seu povo fez em torno da Arca, posso fazer uma festa com minha vida, transformando toda ela num grande louvor a Deus pelo dom da Eucaristia. E posso começar pelo meio mais comum da vida cristã, que é a consciência de que tenho que ter minha alma livre do pecado para receber este Tesouro em mim.

Neste evangelho ouvimos Jesus chamar de irmãos e de mãe àqueles que estão o escutando. Para Jesus todos aqueles que ouvem Sua palavra e o seguem são Sua família. É o desprendimento de qualquer laço que possa te fazer apartar de Deus para estar junto de Cristo, este laço familiar com Jesus nos rende a salvação, nos aproxima Dele e assim, convivendo com Ele como numa família somos formados para a felicidade eterna e também para sermos figuras de Cristo neste mundo.

Cristo não esta pedindo que neguemos nossa mãe ou nossos irmãos, mas que saibamos viver como se todos fossem nossa mãe e nosso irmão, a quem daríamos qualquer coisa para os ver felizes e no caminho de Deus.

Nenhum comentário: