quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Quinta-feira – 1Sm 18, 6-9;19, 1-7 Mc 3, 7-12

II Semana do Tempo Comum

Pe. Valderi

Continuando a história de Davi no livro de Samuel, vemos agora o retorno de Davi ao reino após a vitória sobre Golias. Saul que antes se alegrou com a vitória de Davi sobre o filisteu agora, vendo a exaltação do povo pela chegada do vencedor, sente inveja e ao ponto de desejar a morte de Davi.

Inveja porque sente-se diminuído, não com o feito de Davi, mas com o louvor que recebe do povo. Existem muitos caminhos para sentirmos inveja, e um deles é justamente este, sentir-se ferido pelo louvor que o outro recebe.

Neste evangelho ouvimos que Jesus já alcança uma grande popularidade, ao ponto de reunir uma multidão. Neste povo que aqui no evangelho aparace, havia gente de vários lugares, e vinham até Jesus pelo que ouviam falar Dele, sobre suas curas e o alívio para os espíritos atormentados por algum mal.

O povo esta sedento por alguém que lhe faça o bem, que os alivie de seus fardos. As pessoas se jogam a Jesus porque estão convencidas de que Cristo é a solução. Esta sede motivada pelos vários males que nos afetam acaba se tornando motivo de encontro com Deus, um encontro que pode ser decisivo para que alcancemos a vida eterna. Por isso, os males devem ser motivos de encontro com Cristo, pois são meios muito eficazes de nos unirmos a Deus. Cabe a nós transformarmos o que passamos em caminhos para este encontro.

Por fim, ouvimos os espíritos maus que Jesus expulsava declarem a divindade de Cristo. Mas Jesus os mandava calar, pois para Jesus ainda era preciso mostrar as pessoas que o Filho de Deus era Homem com homens para que estes possam se aproximar Dele com mais familiaridade e confiança.

Que a Virgem Maria sempre interceda por nós.

Nenhum comentário: