Destaque:

A retrospectiva de Brás Cubas

Tenho grande apreço por Machado de Assis, pois acredito que sua contribuição para a Literatura Brasileira foi muito além de incrementar ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Quarta-feira – 1Sm 17, 32-33.37.40-51 Mc 3, 1-6

II Semana Tempo Comum

Pe. Valderi

Nesta leitura de hoje ouvimos o relato do enfrentamento entre Davi e este filisteu chamado Golias, que muitos o chamavam de gigante. A confiança de Davi em Deus traz a vitória, pois esta confiança ajuda a vencer o medo daquele que todos julgavam o mais forte.

A arrogância é sempre vencida pela fé que o humilde tem em Deus. Golias partiu para cima de Davi cheio de confiança em si mesmo, pois via em Davi um “anãozinho” que ousava o desafiar. Nós podemos nos considerar pequenos e fracos, mas se temos a fé em Deus como Davi podemos derrotar os gigantes que nos atacam com a arrogância.

A vida cristã é facilmente comparada com um luta e por vezes parecida com esta que Davi enfrentou. Uma luta aparentemente desleal, injusta. Principalmente no mundo de hoje os cristãos tendem a fraquejar na fé e perder a confiança na vitória diante de qualquer obstáculo ou investida do mal. Somos atacados pela nossa fé, e sempre seremos enquanto existir o mal, mas temos que ter a confiança de Davi que olhando para o gigante Golias não teve medo de professar sua fé no Senhor.

Neste evangelho de hoje escutamos Jesus sendo atacado novamente pelos fariseus que insistiam em encontrar algum motivo para o matar.

Jesus mais uma vez coloca uma questão que mostra a inconformidade destes fariseus com a Lei Divina: é permitido no sábado fazer o bem ou fazer o mal? O fariseu procura a si próprio e não a verdade. Ele é a medida para si mesmo. No mundo de hoje encontramos muitos cristãos e não-cristãos que vivem como estes fariseus que não querem admitir que a verdade não esta de acordo com suas medidas, são homens cheios de si e vazios de Deus.

Nenhum comentário: