Destaque:

A retrospectiva de Brás Cubas

Tenho grande apreço por Machado de Assis, pois acredito que sua contribuição para a Literatura Brasileira foi muito além de incrementar ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

O lugar da Santa Missa

“A ação mais santa do mundo no lugar mais santo do mundo” (Romano Guardini in Meus Deus! de Peter Seewald).
Santa Missa - tridentina A princípio considerei perca de tempo escrever sobre o lugar da Santa Missa, mas logo pensei mais um pouco e percebi que muitos deixam de falar sobre isso justamente por que pensam que é assunto esgotado, como “chover no molhado”. Assuntos como Santa Missa, o santo Sacrifício de Cristo nunca perdem seu valor, nunca se esgotam em palavras que podem as vezes até diminuir deste imenso tesouro.
Podemos falar deste Sagrado ritual sem ser enfadonhos, pois a visão que cada um, em sua espiritualidade têm, sempre apresenta algo que acrescenta à nossa compreensão deste santo  momento em que, reunidos em comunidade, nos vemos diante do Sol Eterno.
Muita literatura nos apresenta uma visão mística e outros uma visão exegética da Santa Missa, existem ainda aqueles queAltar num esforço mais ou menos satisfatório consegue reunir os dois, a mística e a exegese. Prefiro tratar de modo separado estas duas formas de refletir sobre a Santa Missa, não porque acredite que sejam água e óleo, mas por razão de que nossa mente às vezes limitada consegue assimilar mais facilmente o que cada um quer mostrar, sem correr o perigo de vendo os dois ao mesmo tempo não assimilemos nada nem de um, nem de outro.
PresbiterioMas aqui desejo simplesmente escrever sobre este lugar próprio, onde podemos estar diante do maior mistério que a visão humana pode contemplar: o templo. Em realidade o mínimo necessário para que possamos realizar a santa Missa seria o altar, que representa Cristo – Sacerdote, Altar e Vítima. Mas este altar é muito digno para outros ambientes que não um templo, onde adequadamente todos se reúnem com um único propósito, celebrar o Santo Sacrifício.
Neste lugar santo, o templo, presenciamos a a visibilidade do Invisível, o momento em que o impossível para a razão humana se torna possível porque realizada com o poder de Deus, lugar onde o corpo daquele que estando no Reino dos Céus – lugar atemporal e sem massa material – se materializa encoberto nas espécies do pão e do vinho. Este lugar presencia a cada consagração eucarística o Céu se abrindo para que desça aquele que de lá provém para nos saciar para a vida eterna.
Este templo às vezes não é respeitado por nós, homens e mulheres. Precisamos sempre lembrar da dignidade deste templo para corrigir nossas postura diante deste lugar onde reside o Santo dos Santos.

Nenhum comentário: