Destaque:

El centenario de las apariciones de la Virgem Maria en Fatima

Rosa Caroline Crespo Fernández Valderi da Silva En su visita al santuario de Fátima en 1982, San Juan Pablo II proclamaba que "a ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

“Obrigam a última agência católica a aceitar adoção homossexual na Inglaterra”

O que dizer?! Cada vez vejo mais ataques explícitos as pessoas fiéis a Igreja e a doutrina da verdade. Claro que no fundo tudo é uma tentativa para acabar aos poucos com o cristianismo.

O que de diferente temos com a perseguição romana nos primórdios da Igreja?!

***

LONDRES, 20 Ago. 10 (ACI) .- A supressão das instituições católicas no Reino Unido prossegue. A última agência de adoções na Inglaterra e Gales que se mantém fiel a sua identidade católica perdeu uma batalha legal que ameaça a continuidade de seus serviços: uma comissão estabeleceu que ela está obrigada a dar os menores em adoção a casais homossexuais também.
Catholic Care, uma organização da Diocese de Leeds que somente dá os menores sob sua custódia em adoção a casais heterossexuais, tinha solicitado manter esta política de trabalho para ser fiel aos ensinamentos da Igreja. Entretanto a Charity Commission for England and Wales rechaçou o pedido e estabeleceu que ela não pode estar isenta das leis "sobre discriminação por orientação sexual" que assinalam que os homossexuais também podem adotar.
Um porta-voz do Catholic Care assinalou que a instituição está "muito decepcionada" por esta medida. "Catholic Care considera agora se é que há alguma outra forma em que a organização pode seguir ajudando as famílias a adotarem crianças necessitadas", acrescentou.
Catholic Care serve os menores há mais de 100 anos e já ajudou centenas de famílias com a adoção na área de Leeds. Ela ainda conserva seu trabalho de aconselhamento, cuidado para as crianças do local, ajuda para os adultos com deficiência física, etc.
No ano 2007 as agências católicas de adoção eram 11. Até agora Catholic Care é a única que não fechou e que não renunciou à sua identidade católica.
Por sua parte o Christian Institute assinalou que a decisão da comissão se dá em meio de "grande preocupação" entre muitos dos que crêem em Cristo que vêem seus direitos e liberdades "com freqüência transgredidos pelos chamados 'direitos' homossexuais".

Nenhum comentário: