Destaque:

El centenario de las apariciones de la Virgem Maria en Fatima

Rosa Caroline Crespo Fernández Valderi da Silva En su visita al santuario de Fátima en 1982, San Juan Pablo II proclamaba que "a ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Família: solidez e sustentabilidade

Nesta semana que lembramos com mais atenção a vocação familiar cabe mais do que nunca se refletir e tomar posição a favor da família.

O que vemos nos dias atuais é uma onda cada vez mais crescente de ofensivas contra a família constituida como ela sempre deve ser entendia respeitando sua natureza inalienável. O que muitos países estão ferindo gravemente por considerar “relativo” o próprio conceito de família adulterando a composição natural desta constituição. Quando vemos opiniões a favor de “casamentos” entre homossexuais logo ouvimos que é um “direito” deles por isso o Estado legaliza esta união, mas o que acaba se deixando de lado é o desmantelamento da figura familiar dando a ela outra caricatura qualquer que não irá trazer sustentabilidade psicológica e emocional ao pretenso lar. Claro que não julgo as pessoas com tendência homossexuais, mas condeno e repúdio completamente “família” que estes querem formar apoiados pelas leis do Estado, principalmente porque se trata de mais um “andar para trás” na desenvolvimento da humanidade.

A família formada como a conhecemos, pai, mãe e filhos sempre traram a solidez necessária a qualquer que busca equilibrio humano, seja na sociedade seja no campo pessoal. Cadê aqueles que a anos atrás esbravejavam sobre a necessidade do femino e do masculino na vida de qualquer pessoa?! A necessidade da família vai além de meus prazeres pessoais, refere-se a responsabidade com aqueles que viram desta união e por consequencia com a sociedade.

É completamente falsa a idéia de “pensamento antiguado” a de lutar pelas bases da família pois se trata de lutar antes pela verdade indissolúvel que não é relativa, por isso não muda com o passar dos anos. Com isto pode-se em realidade, pensar nas inúmeras barbáries que assistimos hoje em dia, pessoas que detêm o poder brincando com coisa séria, ou seja, falo aqui da própria verdade natural das coisas, seja família (no caso do “casamento” homossexual), seja a vida (no caso do aborto, eutanásia).

Esta semana e sempre lutemos pela família e a vida.

Nenhum comentário: