Destaque:

A retrospectiva de Brás Cubas

Tenho grande apreço por Machado de Assis, pois acredito que sua contribuição para a Literatura Brasileira foi muito além de incrementar ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

domingo, 1 de agosto de 2010

Cura D’Ars: padroeiro dos párocos ou todos os padres?!

Hoje a Igreja relembra de modo celebrativo a morte deste santo que verdadeiramente revolucionou a França e a espiritualidade dos sacerdotes em todo o mundo.
Especial Cura D'Ars - Parte I - Parte II - Parte III - Parte IV
“Às duas horas do dia 04 de Agosto de 1859, morre placidamente. Nos dias 04 e 05, trezentos padres mais ou menos e uma incalculável multidão desfilaram diante do seu Corpo, em prantos, para despedir. Quando chegou à cidadezinha ninguém veio recebê-lo, quando morreu a cidade tinha crescido enormemente e multidões de peregrinos o acompanharam à última morada. A Igreja, que pela lógica humana receara fazê-lo sacerdote, curvou-se à sua santidade. João Maria Vianney foi proclamado Venerável pelo papa Pio IX em 1872, beatificado pelo papa São Pio X em 1905, canonizado pelo papa Pio XI em 1925 e pelo mesmo foi declarado padroeiro de todos os párocos do mundo, em 1929. Esse é o Santo Cura d’Ars, cuja memória, celebramos no dia 4 de agosto. A vida do Santo Cura d’Ars confirma o que São Paulo Apóstolo escreveu: “Mas o que é loucura no mundo, Deus o escolheu para confundir os sábios; e, o que é fraqueza no mundo, Deus o escolheu para confundir o que é forte; e, o que no mundo é vil e desprezado, o que não é, Deus escolheu para reduzir a nada o que é, a fim de que nenhuma criatura se possa vangloriar diante de Deus” (1 Cor 1, 27-29). São dois grandes pensamentos conhecidos do povo católico no mundo inteiro do sábio Santo Cura d’Ars. O primeiro é: “Deixai uma paróquia 20 anos sem Padre e lá os homens adorarão os animais”. E o segundo: “Quem não tem tempo a perder para Deus, perde seu tempo”. Louvado seja o bom Deus pelo Santo Cura d’Ars.” (TROCHU,Francis. O Santo Cura d’Ars)
Mas ele deve ser somente padroeiro dos párocos? E os demais sacerdotes de outras funções?
Evidentemente este santo estrapola uma determinada “função” na Igreja. Seu exemplo de santidade pode ser inspiração a todas, homens e mulheres das mais diversas atividades.
Mas de modo especial São João Maria Vianney é excelente modelo de vida (espiritual e humana) aos sacerdotes em geral.
Nestes tempos de verdadeira perseguição ao sacerdócio ministerial como a Santa Igreja ensina, que o Santo Cura D’Ars auxilie e inspire a todos.
Colabore com a campanha de assinaturas para apelar ao Santo Padre pela extensão aos sacerdotes em geral o patrocinio de São João Maria Batista Vianney.
Se você é sacerdote clique aqui.
Se você é leigo clique aqui.

Nenhum comentário: