Destaque:

El centenario de las apariciones de la Virgem Maria en Fatima

Rosa Caroline Crespo Fernández Valderi da Silva En su visita al santuario de Fátima en 1982, San Juan Pablo II proclamaba que "a ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Jurista ouve mais a Deus que aos homens

Noticia comentada- logo animadoQue alívio saber que ainda existem juristas conscientes da ordem de valores, que a obediência a vontade de Deus esta acima de qualquer interesse político ou de minorias que somente desejam legalizar os erros humanos.

Acabo me perguntado, o que a presidente da Argentina pensa ganhar com o apoio irrestrito a estes atos horrendos que são “casamentos” homossexuais?

Fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=19547

A juíza de paz de General Pico, Marta Covella, afirmou que "ainda que me custe o emprego, e ainda que me custe a vida", não casará casais do mesmo sexo; logo que isto fora aprovado pelo Senado na semana passada.
"Que me acusem do que queiram. Deus me diz uma coisa e eu a vou obedecer à risca, ainda que me custe o emprego, e ainda que me custe a vida, porque primeiro está o que Deus me diz", expressou.
A juíza recordou suas raízes cristãs e afirmou que sabe o que Deus pensa. "Deus ama a toda as gentes mas não aprova as coisas más que as pessoas fazem. E uma relação entre homossexuais é uma coisa má diante dos olhos de Deus", indicou.
 

2 comentários:

Do site Aci Digital... disse...

"Buenos Aires, 19 Jul. 10 / 01:04 pm (ACI).- O Arcebispo de San Juan de Cuyo, no norte da Argentina, Dom Alfonso Delgado, afirmou que "o empenho pela dignidade da pessoa, da família e das crianças mais vulneráveis não termina com esta votação do Senado", mas que agora o povo começou a dar-se conta que autoridades estão a favor e contra suas convicções."

Do blog Luzes de Esperança... disse...

"Rebelião cívica contra o “casamento homossexual” na Argentina: povo reprova políticos e mídia"