Destaque:

A retrospectiva de Brás Cubas

Tenho grande apreço por Machado de Assis, pois acredito que sua contribuição para a Literatura Brasileira foi muito além de incrementar ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Jurista ouve mais a Deus que aos homens

Noticia comentada- logo animadoQue alívio saber que ainda existem juristas conscientes da ordem de valores, que a obediência a vontade de Deus esta acima de qualquer interesse político ou de minorias que somente desejam legalizar os erros humanos.

Acabo me perguntado, o que a presidente da Argentina pensa ganhar com o apoio irrestrito a estes atos horrendos que são “casamentos” homossexuais?

Fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=19547

A juíza de paz de General Pico, Marta Covella, afirmou que "ainda que me custe o emprego, e ainda que me custe a vida", não casará casais do mesmo sexo; logo que isto fora aprovado pelo Senado na semana passada.
"Que me acusem do que queiram. Deus me diz uma coisa e eu a vou obedecer à risca, ainda que me custe o emprego, e ainda que me custe a vida, porque primeiro está o que Deus me diz", expressou.
A juíza recordou suas raízes cristãs e afirmou que sabe o que Deus pensa. "Deus ama a toda as gentes mas não aprova as coisas más que as pessoas fazem. E uma relação entre homossexuais é uma coisa má diante dos olhos de Deus", indicou.
 

2 comentários:

Do site Aci Digital... disse...

"Buenos Aires, 19 Jul. 10 / 01:04 pm (ACI).- O Arcebispo de San Juan de Cuyo, no norte da Argentina, Dom Alfonso Delgado, afirmou que "o empenho pela dignidade da pessoa, da família e das crianças mais vulneráveis não termina com esta votação do Senado", mas que agora o povo começou a dar-se conta que autoridades estão a favor e contra suas convicções."

Do blog Luzes de Esperança... disse...

"Rebelião cívica contra o “casamento homossexual” na Argentina: povo reprova políticos e mídia"