Destaque:

A retrospectiva de Brás Cubas

Tenho grande apreço por Machado de Assis, pois acredito que sua contribuição para a Literatura Brasileira foi muito além de incrementar ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Papa nomeia visitadores a Irlanda

Nesta tempo em que muitos afirmam que a vergonha na Igreja fará que ela se “desintegre”, outros dizem também que a Igreja nunca teve capacidade de lidar com seus integrantes degenerados. Ainda outros afirmam com veemência a culpabilidade do próprio Papa nos casos completamente reprováveis que tem surgido ao conhecimento de todos.

Mas o fato é que a Igreja pela governabilidade do Santo Padre está tomando medidas cada vez mais rígidas ao que parece ser a raiz de toda a má formação, o seminário.

Sempre foi minha opinião o endurecimento no controle dos seminários onde ocorrem a formação dos futuros sacerdotes que atuaram diretamente nas paróquias. Esta é a raiz de “todos os males” como de todos os bens no corpo sacedotal. Um seminário onde tudo expressa desorganização, falta de disciplina, falta de piedade e principalmente falta de formação humana, é de onde pode certamente surgir homens desvirtuados em suas dimensões, principalmente a humana.

Parece que a dimensão humana é a mais essencial, diria que em grau de importância esta junto, nem atrás nem na frente, com a dimensão espiritual.

Mas é claro que os formadores nos seminarios sabem disso, que existem essas três dimensões: espiritual, humana e intelectual (alguns acrescentam também a dimensão pastoral), no entanto, muitos superiores de seminários niglegenciam uma destas dimensões e a mais esquecida é justamente a dimansão humana, que a meu ver NUNCA deveria ser preterida em prol de outra!

Os bispos também sabem que seus seminários falham nestes quesitos, mas…

O Papa juntamente com a Congregação responsável pelos seminários a muito tempo se preocupa com isso, no entanto ele sempre conta com a obediência sábia de seus irmãos no episcopado e de seus irmãos no sacerdócio.

Nenhum comentário: