Destaque:

El centenario de las apariciones de la Virgem Maria en Fatima

Rosa Caroline Crespo Fernández Valderi da Silva En su visita al santuario de Fátima en 1982, San Juan Pablo II proclamaba que "a ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

domingo, 27 de junho de 2010

Michael, admiração não idolatria

Não posso negar a influência que teve Michael Jackson na música principalmente quando se fala no quesito performace em palco. Mas como meu interesse é outro e não coreografia e música pop, vejo esta “idolatria” a Michael como expressão da busca incesante de ídolos, que façam a pessoa que os idolatra seguidor, suprindo de certa forma aquilo que deveria ser ocupado por Jesus, alguém que fez muito mais “coisas” impressionantes que este músico.

Michael Jackson 02 1. Existem pessoas com talento, mas sabem todas elas como usar esse talento? Neste mundo é incontestável a multiplicidade de talentos, sempre podemos notar alguém próximo de nós que goza de algum talento. Michael com certeza tinha um talento para a música e o explorou mais que outros músicos. Mas sabia ele como usar o talento que lhe trouxe tanta notoriedade? Acredito que ele não soube usar de modo adequado seu talento que lhe era tão evidente, principalmente pela negligencia de um fato primordial que quase todos os cantores que fazem sucesso esquecem: a notoriedade que seu sucesso lhe deu e com isso a responsabilidade em ser exemplo para todos os que o seguem como fã.

2. A música como refúgio de situações pessoias ou fobias. É mais comum do que se possa ver pessoas que acham no próprio talento ou trabalho um refúgio para situações pessoais, como posso dizer, segundo o que conheço, de Michael. Mais ainda, penso que Michael fugia da sociedade se refugiando na música e no extravagante apresentando as vezes uma certa fobia de estar no mundo como pessoa igual as demais.Michael Jackson 03

3. A divinazação do outro. Inevitável quando não se têm um “ídolo” verdadeiro e, estando  vazio, encontra o primeiro talentoso ou magicamente impressionante para preencher este vazio. Michael foi e é assim para muitos, um preenchimento do que o Ser divino deveria ocupar.

Repito que admiro Michael Jackson pelo que fez pela música pop internacional, mas somente o admiro e fazendo este ano de sua morte faço mais uma prece para que ele tenha encontrado misericórdia diante de Deus.

Nenhum comentário: