Destaque:

El centenario de las apariciones de la Virgem Maria en Fatima

Rosa Caroline Crespo Fernández Valderi da Silva En su visita al santuario de Fátima en 1982, San Juan Pablo II proclamaba que "a ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Primeira Missa na Terra de Santa Cruz

De um email recebido:

***

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

Amados irmãos em Cristo, no dia 26 de abril de 1500, domingo de Páscoa, na praia da Coroa Vermelha, litoral sul da Bahia, hoje, cidade de Porto Seguro, o frei franciscano Henrique Soares de Coimbra presidiu a primeira Missa no Brasil.

Aos pés de uma cruz cravada num banco de areia juntaram-se portugueses e indigenas para a realização do Sacrificio Eucarístico.

Em sua carta ao rei de Portugal, Pero Vaz de Caminha traz detalhes sobre este momento histórico:

"E quando veio o Evangelho, que nos erguemos todos em pé, com as mãos levantadas, eles [os índios] se levantaram conosco e alçaram as mãos, ficando assim, até ser acabado. E, então tornaram-se a assentar como nós...

E em tal maneira sossegados, certifico a Vossa Alteza, nos fez muita devoção. Enquanto dois carpinteiros separavam um enorme tronco para a feitura da cruz, os índios - uns oitenta ou mais tagarelas, estorvantes -, rodeavam os marinheiros em seus afazeres, olhando pasmos o efeito do fio do ferro na árvore. Da mata próxima vinham os barulhos da bicharada, o ruído forte dos papagaios, dos bugios e de umas poucas pombas rolas..."

Podemos dizer que aquela Celebração marcou o inicio da evangelização na Terra de Santa Cruz levando-nos a ser um dos países mais católicos do mundo.

Com olhos de hoje podemos até questionar os métodos empregados no ínicio desta evangelização, mas precisamos recolhecer que, a seu modo e com os recursos da época, muitos empenharam-se em anunciar o evangelho.

Coragem esta que nos falta nestes dias, pois sendo maioria assumida não conseguimos ecoar a verdade de Cristo. Não devemos impor o evangelho, mas somos tão passivos, omissos, que nos calamos, conscentimos, aceitamos propostas, acusações que não são evangélicas.

Como podemos ser batizados, evangelizados e assistirmos tanta corrupção, sonegação, esperteza, pilantragem. Como podemos comungar frequentemente e ainda discutirmos os princípios do direito à vida. Como podemos ser comunidade de irmãos onde falta dignidade humana a tantos nas ruas, nos presídios, nas famílias. Como podemos ser filhos da Mãe Aparecida quando nos falta tanta ética e moral em nossas relações e atividades.

"...prega a Palavra, insista oportuna e importunamente... com toda a paciência e empenho... cumpra a missão de pregar o evangelho..." IITm 4.

Que Jesus Eucarístico, nos dê a coragem necessária para vivermos nosso batismo. E Maria, Mãe Aparecida, nos ajude a fazer do Brasil a terra de Santa Cruz. 

Nenhum comentário: