Destaque:

A retrospectiva de Brás Cubas

Tenho grande apreço por Machado de Assis, pois acredito que sua contribuição para a Literatura Brasileira foi muito além de incrementar ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

terça-feira, 30 de março de 2010

Cidade de Curitiba (PR) recebe a exposição “Quem é o Homem do Sudário?”

Publicado 2010/03/30 - Autor: Gaudium Press
Réplica do Santo Sudário ficará em Curitiba até 30 de abril
SantoSudario.jpg
Curitiba (Terça-feira, 30-03-2010, Gaudium Press) Uma das mais importnates relíquias da História estará a partir de hoje em exposição na cidade de Curitiba. Trata-se da exposição científica "Quem é o Homem do Sudário?", que traz uma réplica do Sudário de Turim, também conhecido como Santo Sudário, e que permanecerá na capital paranaense até o dia 30 de abril.
A exposição é promovida por um grupo de empresários curitibanos assessorados por representantes da Universidade Europeia de Roma, instituição que possui a exposição original agora adaptada para o Brasil. De acordo com o Padre João de Pádua, da equipe organizadora, o evento quer mostrar ao público brasileiro o resultado das pesquisas científicas sobre o Sudário, considerado o objeto arqueológico mais estudado da História.
"O visitante é convidado a montar por si mesmo as peças do quebra-cabeça de informações e responder à pergunta título da exposição: quem é o Homem do Sudário",
O Sudário original continua guardado em Turim, na Itália, e será exposto entre 10 de abril e 20 de maio. Na exposição de Curitiba é mostrada apenas uma cópia fiel (fac-símile) em tamanho natural do Sudário, uma estátua de bronze que reconstitui a imagem do corpo impresso no lençol e o holograma do Homem do Sudário, uma imagem em três dimensões realizada pelo especialista holandês Petrus Soons.
Além desse material, Padre João lembra que serão expostas também réplicas dos flagelos, da coroa de espinhos, da lança e dos pregos produzidos em Israel. A exposição conta ainda com ilustrações de painéis, vídeos e infográficos que explicam, de forma dinâmica, o que cada estudo descobriu sobre o tema.
Perguntado sobre a postura da Igreja em relação à relíquia, o sacerdote diz que a Igreja permite que os cientistas investiguem a autenticidade da peça, ao mesmo tempo em que convida os fiéis a contemplarem a imagem impressionante do corpo de Cristo "marcado pelos sofrimentos que padeceu por amor a nós".
Com relação aos estudos que vêm sendo realizados há muitos anos, Padre João ressalta que os cientistas admitem existir grande coincidência entre as marcas impressas no tecido e o que os Evangelhos relatam sobre a Paixão de Cristo: o lençol tem composição rudimentar da fibra que era produzida no antigo Egito e Síria; no tecido há diversas manchas de sangue humano do tipo AB, comum em judeus; a análise do sangue indicou uma substância cicatrizante do fígado, produzida quando o corpo é gravemente traumatizado; entre outros elementos.
O sacerdote cita ainda a análise médico-forense que mostra que a imagem do Sudário possuía altura entre 1,75 e 1,80m. Através das marcas no lençol é possível dizer que o Homem do Sudário foi açoitado, foi também ferido nas mãos e nos pés, e que na cabeça há cerca de quarenta feridas causadas por objetos pontiagudos. "Este quadro nos leva a crer que essa cabeça é compatível com a cabeça de quem recebeu uma coroa de espinhos, e as marcas do corpo coincidem com as de um homem crucificado", acrescenta.
Ao finalizar, Padre João afirma que no início do milênio o Papa João Paulo II convidou toda a Igreja a buscar o rosto de Cristo para poder se renovar e dar muitos frutos. "O Sudário reforça este convite, e sabemos que ninguém sai ileso de um encontro pessoal com nosso Salvador", conclui.
A exposição acontece no Palladium Shopping Center, de segunda a sexta, das 11h às 23h; aos sábados das 10h às 22h e domingos das 14h às 20h. Mais Informações pelo site www.homemdosudario.com.br

Nenhum comentário: