Destaque:

El centenario de las apariciones de la Virgem Maria en Fatima

Rosa Caroline Crespo Fernández Valderi da Silva En su visita al santuario de Fátima en 1982, San Juan Pablo II proclamaba que "a ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

FRUTO DE UMA ONDA

É difícil não ser cético ante as muitas inconstâncias do pensar humano na hora da criação de algo.

Ontem tive a oportunidade de ir ao cinema depois de muito tempo sem o fazer, o que passava na tela era justamente o comentado filme Avatar de James Cameron. Confesso que realmente não havia dado importância ao fato de saber qual o filme que estava indo ver porque o que almejava mesmo era descansar fazendo algo que a muito tempo não fazia.

Mas este filme logo fez com que formulasse minha opinião a respeito.

A poucos dias o respeitado L’Osservatore Romano publicou um artigo em que se criticava tal filme, ou melhor, a mensagem de tal. E agora posso dizer com a certeza de quem teve  a oportunidade de o ver: este artigo tem muita razão em muitas coisas sim!

Além de ser uma estória intrigante de ação e comovedora por ver um soldado com as chagas das batalhas no corpo se superar (isso daria outra anáise!); Avatar transmite uma mística e virtual realidade ecológica. Como dizia o artigo do periódico romano, o ecologismo estampado no filme leva a um panteísmo em que Deus, o criador e sustentador, não existe havendo no lugar deste a “alma” da natureza. Isto me faz lembrar do Rips de Woodstock pregando amor e paz, sensibilidade, dando mais valor aos sentidos para chegar a verdade.

Tudo isso não é fruto do acaso de um roteiro surgido na mente de um homem, trata-se de um fruto, fruto de uma onda de naturalismo e ecologismo que rensce com mais força agora em que o mundo sofre com a degradação da natureza por ele mesmo.

Temos é que tomar cuidado para nosso cérebro também não ser destruido!

Pax Christi

Nenhum comentário: