Destaque:

El centenario de las apariciones de la Virgem Maria en Fatima

Rosa Caroline Crespo Fernández Valderi da Silva En su visita al santuario de Fátima en 1982, San Juan Pablo II proclamaba que "a ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Deus não é castigador

fome

Falar de algo triste como a catástrofe no Haiti é muito difícil, ao menos para mim.

Sinto um misto de tristeza e indignação ao ver tanta pobreza agora mais maltrada pelas forças da natureza. O que me deixa triste são tantos seres humanos sofrendo, chorando, tendo que jogar,ou melhor, amontoar os corpos de seus entes queridos como se estivessem numa inevitável guerra!

Guerra! E quem pode dizer com certeza que não estão? Agora o que me deixa indignado e garanto que não somente a mim, as décadas de miséria que este país suporta sem a necessária ajuda de outros, de algum país – seus governantes – que tenha a dignidade de estender as mãos.

Enquanto escrevia este pequeno texto li num site de informação que ontem (19/01/2010) houve mais um terromto, agora um pouco mais fraco, cerca de 6,1 pontos.

Neste mesmo site encontrei uma informação que me era desconhecida até então: a maioria da população é crente em Deus, sejam eles católicos ou protestantes. Isto logo me faz lembrar o que li recentemente em um artigo que tratava este evento catastrófico como castigo divino por haver uma certa parcela da população que pratica o Vodu. Ora, não pude concordar com este texto evidentemente. Primeiro porque também teria que concordar que Deus é castigador e que pune inocentes ou até fiéis a Ele junto com os malvados e delinguentes. Depois porque Deus é mais do que um Ser justo nas sentenças como no Antigo Testamento (lembremos que o povo do AT tinha coração duro e insensato a voz de Deus!), Ele é misericordioso e sabemos disso desde que Ele se fez carne e morreu por nós. Esquecer disso é anular o efeito salvífico de Cristo. Por isso, os católicos principalmente não poderiam falar em “castigo de Deus” quando queremos “justificar” o que aconteceu com este povo haitiano.

Pax Christi

Nenhum comentário: