Destaque:

A retrospectiva de Brás Cubas

Tenho grande apreço por Machado de Assis, pois acredito que sua contribuição para a Literatura Brasileira foi muito além de incrementar ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Deus não é castigador

fome

Falar de algo triste como a catástrofe no Haiti é muito difícil, ao menos para mim.

Sinto um misto de tristeza e indignação ao ver tanta pobreza agora mais maltrada pelas forças da natureza. O que me deixa triste são tantos seres humanos sofrendo, chorando, tendo que jogar,ou melhor, amontoar os corpos de seus entes queridos como se estivessem numa inevitável guerra!

Guerra! E quem pode dizer com certeza que não estão? Agora o que me deixa indignado e garanto que não somente a mim, as décadas de miséria que este país suporta sem a necessária ajuda de outros, de algum país – seus governantes – que tenha a dignidade de estender as mãos.

Enquanto escrevia este pequeno texto li num site de informação que ontem (19/01/2010) houve mais um terromto, agora um pouco mais fraco, cerca de 6,1 pontos.

Neste mesmo site encontrei uma informação que me era desconhecida até então: a maioria da população é crente em Deus, sejam eles católicos ou protestantes. Isto logo me faz lembrar o que li recentemente em um artigo que tratava este evento catastrófico como castigo divino por haver uma certa parcela da população que pratica o Vodu. Ora, não pude concordar com este texto evidentemente. Primeiro porque também teria que concordar que Deus é castigador e que pune inocentes ou até fiéis a Ele junto com os malvados e delinguentes. Depois porque Deus é mais do que um Ser justo nas sentenças como no Antigo Testamento (lembremos que o povo do AT tinha coração duro e insensato a voz de Deus!), Ele é misericordioso e sabemos disso desde que Ele se fez carne e morreu por nós. Esquecer disso é anular o efeito salvífico de Cristo. Por isso, os católicos principalmente não poderiam falar em “castigo de Deus” quando queremos “justificar” o que aconteceu com este povo haitiano.

Pax Christi

Nenhum comentário: