Destaque:

El centenario de las apariciones de la Virgem Maria en Fatima

Rosa Caroline Crespo Fernández Valderi da Silva En su visita al santuario de Fátima en 1982, San Juan Pablo II proclamaba que "a ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

domingo, 23 de agosto de 2009

HISTORIADOR DIZ : "IGREJA CATÓLICA NEGOCIOU COM REGIME FACISTA PELOS JUDEUS!"

Autor: Agência SIR
Fonte: http://www.verbonet.com.br/conteudo/article.php?story=20090605113159386

Roma (Itália), 05 jun (SIR) - A Igreja Católica negociou, em 1938, uma redução das leis raciais promulgadas pelo regime fascista italiano contra os judeus, afirmou o historiador jesuíta italiano Giovanni Sale. Em um artigo que aparecerá na próxima edição da revista dos jesuítas italianos, Civiltà Cattolica, o historiador sustenta que a Igreja trabalhou para obter do governo fascista algumas concessões a favor dos judeus católicos e dos casamentos mistos. Aplicar as leis raciais, afirma o jesuíta, não foi fácil para o governo, que chegou a pedir aos católicos, sem obter resultado algum, que as aprofundassem e "as harmonizassem com o patrimônio religioso". Essa conciliação foi considerada impossível, o que deu lugar a uma difícil missão para Pio XI, principalmente no que diz respeito aos matrimônios mistos, mas depois da eleição de Pio XII (março de 1939), "as relações entre as duas autoridades foram menos tensas e menos contraditórias", disse Sale. Segundo o historiador, não foi uma amenização das leis, mas sim uma "nova política de pequenos passos em matéria racial" que deu seus frutos, embora "sobre o tema dos matrimônios mistos as duas autoridades bateram de frente durante um longo período".

Nenhum comentário: