Destaque:

A retrospectiva de Brás Cubas

Tenho grande apreço por Machado de Assis, pois acredito que sua contribuição para a Literatura Brasileira foi muito além de incrementar ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

domingo, 12 de julho de 2009

Sabendo como agir

Usar os dois bolsos
Um discípulo comentou com o rabino Bounam de Pssiskhe:- O mundo material parece sufocar o mundo espiritual. - Sua calça tem dois bolsos -disse Bounam.- Escreva no direito: o mundo foi criado apenas para mim. No bolso esquerdo, escreva: eu não sou nada além de pó e cinzas. "Divide bem teu dinheiro nestes dois lugares. Quando vires a miséria e a injustiça, lembra que o mundo existe apenas para que possas manifestar a tua bondade, e usa o dinheiro do bolso direito. Quando estiveres tentado a adquirir coisas que não te fazem a menor falta, lembra do que está escrito no teu bolso esquerdo, e pensa várias vezes antes de gastá-lo. Desta maneira, o mundo material nunca sufocará o mundo espiritual".Quando dar e quando receber. Nasrudin passeava pelo mercado, quando um homem se aproximou.
- Sei que és um grande mestre sufi - disse. - Hoje de manhã, meu filho me pediu dinheiro para comprar uma vaca. Devo ajudá-lo? - Esta não é uma situação de emergência. Então, aguarde mais uma semana antes de atender o seu filho.- Mas tenho condições de ajudá-lo agora. Que diferença fará esperar uma semana? - Uma diferença muito grande - respondeu Nasrudin. - A minha experiência mostra que as pessoas só dão valor a algo quando têm a oportunidade de duvidar se irão ou não conseguir o que desejam.
Parece muito óbvio
Perguntaram ao rabino Ben Zoma: - Quem é sábio? - Aquele que encontra sempre algo a aprender com os outros. - Quem é forte? - O homem que é capaz de dominar a si mesmo.- Quem é rico? - O que conhece o tesouro que tem: os dias e as horas de sua vida, que podem modificar tudo o que acontece ao seu redor.- Estas são coisas óbvias - comentou um dos presentes. - Por isso são tão difíceis de serem observadas - concluiu o rabino.Entre a fé e a oração- Há algo mais importante que a oração? - perguntou o discípulo ao mestre.O mestre pediu ao discípulo que fosse até um arbusto próximo e cortasse um ramo. - A árvore continua viva? -perguntou o mestre.- Tão viva como antes.- Então vá até lá e corte a raiz.- Se eu fizer isto, a árvore morrerá.- As orações são os ramos de uma árvore, cuja raiz se chama Fé. Pode existir fé sem oração, mas não pode existir oração sem fé.

Nenhum comentário: