Destaque:

El centenario de las apariciones de la Virgem Maria en Fatima

Rosa Caroline Crespo Fernández Valderi da Silva En su visita al santuario de Fátima en 1982, San Juan Pablo II proclamaba que "a ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

terça-feira, 16 de junho de 2009

Hitler quis assassinar papa em represália a prisão de Mussolini

Cidade do Vaticano, 16 jun (EFE).- O ditador nazista Adolf Hitler queria assassinar o papa Pio XII em represália à detenção do líder fascista italiano Benito Mussolini em julho de 1943, diz hoje o jornal dos bispos italianos, "Avvenire".PUBLICIDADE
Em artigo intitulado "Julho de 43, Hitler queria eliminar Pio XII", a publicação da Conferência dos Bispos da Itália revela um plano organizado pelo quartel-General da Segurança do Reich, em Berlim.
A informação foi passada ao "Avvenire" por Niki Freytag von Loringhoven, filho de um dos personagens-chave desse plano, o coronel Wessel Freytag von Loringhoven.
Agora com 72 anos, contou ao jornal que entre os dias 29 e 30 de julho de 1943, houve em Veneza um encontro secreto entre o chefe da contra-espionagem alemã, Wilhelm Canaris, com seu colega italiano, general Cesare Amei, do qual o coronel participou.
Durante o encontro, os alemães - que segundo o "Avvenire" não nutriam "simpatia" pelo regime nazista - informaram Amei sobre as intenções do führer de "se vingar" da prisão de Mussolini em julho de 1943 contra o rei Vitor Emanuel III ou o papa Pio XII.
De volta a Roma, o general italiano divulgou a notícia, que chegou aos ouvidos do embaixador da Alemanha perante a Santa Sé e, com isso, o plano foi abandonado, diz a publicação dos bispos.
Parte do papado de Pio XII (1939-1958) transcorreu durante os anos do nazismo. Muitos historiadores o acusam de ter sido antissemita e de não ter agido com mais força contra o regime de Hitler, algo sempre negado pelo Vaticano. EFE

Nenhum comentário: