Destaque:

A retrospectiva de Brás Cubas

Tenho grande apreço por Machado de Assis, pois acredito que sua contribuição para a Literatura Brasileira foi muito além de incrementar ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Crônicas da Ascensão III

Olá meus amigos.

Na postagem Crônicas da Ascensão I, lancei a pergunta se não teria sido Deus Pai quem ascendeu Jesus, ou seja, se não teria sido a primeira pessoa da Ss. Trindade quem elevou a segunda, isto é, Jesus Cristo, o Filho. Logo respondia a mim mesmo, lembrando a unidade substancial - divina e eterna - destas duas pessoas divinas, o Pai e o Filho. São UM, e por isso onde esta o Filho necessariamente deve estar o Pai.

Mas devo ressaltar que nesta minha frase da primeira postagem não faço adesão àquela heresia do patripassionismo, ou outra similar, que não distingue as pessoas divinas nem suas ações. De fato, colocá-las assim anularia a trindade em Deus.

Explicando-me melhor, penso que o Pai estava JUNTO ao Filho (Jesus) na ascensão como esteve junto ao Filho na paixão. Unido substancialmente - no tempo e na divindade - mas separado da ação propriamente dita do Filho. Deste modo quem ascendeu pelas próprias prerrogativas foi a SEGUNDA PESSOA da Ss. Trindade, ou seja, Jesus Cristo ascende aos céus por suas próprias forças, sem ajuda externa, mas acompanhado intimamente por Deus Pai.

Nenhum comentário: