Destaque:

A retrospectiva de Brás Cubas

Tenho grande apreço por Machado de Assis, pois acredito que sua contribuição para a Literatura Brasileira foi muito além de incrementar ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

domingo, 10 de agosto de 2008

Dos desejos não cumpridos

Uma das perguntas favoritas dos jornalistas vem sempre precedida de uma afirmação: “Você já tem tudo o que deseja. Será que ainda tem sonhos?”
Em primeiro lugar, embora eu tenha as coisas mais importantes da vida (saúde, fé, amor de minha mulher, trabalho que amo), escrever é sempre um desafio.

É necessário olhar a própria alma sem medo, e revelar tudo o que está ali.
Em segundo lugar, como qualquer pessoa tenho muitas coisas que gostaria de fazer e ainda não fiz, embora tenha realizado muitos sonhos (os mais recentes foram assistir a uma Copa do Mundo, o que aconteceu na Alemanha, e percorrer os 9.208 km. da ferrovia Transiberiana, o que fiz em 2006).
Pensando nos desejos não cumpridos, publiquei um blog em uma comunidade social com a minha lista, e pedi que as pessoas escrevessem sobre as famosas “resoluções do ano novo” que terminam sendo adiada. Recebi um total de 278 listas até agora (quem estiver no myspace, pode ver o blog e as listas em questão). Se pudesse fazer uma média geral, a maior parte dos desejos não cumpridos são “viajar” e “aprender uma língua estrangeira”.
Penso que meus leitores reagiram da mesma maneira que eu: na medida em que escrevemos, vamos nos dando conta por que não realizamos ainda estes sonhos. A seguir a minha lista:
A] Aprender a dançar bem. Tenho tempo livre para entrar em uma escola de dança, mas fico adiando por timidez.
B] Tocar violão. Sei os acordes que aprendi há muitos anos. Não tive ainda disciplina para melhorar.
C] Passar três meses em um mosteiro, desconectado do mundo. Já tenho inclusive o convite de um abade em Melk, na Áustria. Razão para adiar: sou mais viciado em internet do que assumo.
D] Um safári na África. Desejo politicamente incorreto. Tenho um amigo que é caçador (Juan Montadas), o esquema é mais simples do que imaginamos. Razão para adiar: nenhuma, mas fico adiando.
E] Patrocinar um boxeador de talento. Sou apaixonado por boxe (mais um desejo politicamente incorreto), acho um verdadeiro diálogo de corpos, onde a violência (como no jogo de rugby, que também gosto) não é exatamente o que pensam.
Razão para adiar: estive em algumas academias, em muitos lugares do mundo, e embora soubesse que o esporte é muito manipulado pelas diversas associações, temo que isso terminaria por consumir mais tempo do que posso dedicar ao assunto.
F] jantar com Nelson Mandela. Esse eu tentei, mas não consegui. Depois tive a chance de conhecê-lo em um evento semiprivado, mas achei que seria impossível conversar como gostaria.
G] Entrar em órbita e circular o planeta. Minha mulher tem o mesmo desejo. Os russos fazem isso, mas não cheguei a procurar saber todos os detalhes. Razão para adiar: acho que é medo mesmo, além do preço altíssimo, em torno de 20 milhões de dólares. Por outro lado, Richard Branson (da Virgin) está desenvolvendo um projeto de baratear os vôos orbitais. Aguardo.
H] Fazer um vôo supersônico em um avião militar (como passageiro claro). Razão para adiar: falta de contatos na área. Entretanto, ao publicar o blog, recebi DOIS convites! De um piloto da Força Aérea canadense, e de um tenente-coronel do Ejercito Del Aire espanhol. Agora estamos nos trâmites necessários para que este sonho se realize. Caso aconteça, prometo contar nesta coluna todos os detalhes.

Nenhum comentário: