Destaque:

A retrospectiva de Brás Cubas

Tenho grande apreço por Machado de Assis, pois acredito que sua contribuição para a Literatura Brasileira foi muito além de incrementar ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

domingo, 30 de dezembro de 2007

Por que amamos os homens

Uma amiga minha, Julia, me enviou o texto a seguir. Quando tentei entrar em contato com ela para saber se era de sua autoria, ela viajou e não sei exatamente quando volta.

Fui procurar na internet, e sabem o que descobri? Que existem vários grupos de discussão a respeito! Ou seja, as mulheres hoje em dia estão procurando razões para se apaixonar pelo sexo oposto. Na qualidade de homem, que concorda com algumas dessas razões, fiz uma lista baseada no que dizem:

Amamos os homens porque eles não conseguem fingir um orgasmo, mesmo que queiram.

Porque jamais vão nos entender, e mesmo assim continuam tentando.

Porque conseguem ainda ver nossa beleza, mesmo quando nós mesmas já somos incapazes de acreditar nisso.

Porque entendem equações, política, matemática, economia, e desconhecem o coração feminino.

Porque são amantes que só descansam quando nós temos (ou fingimos) prazer.

Porque conseguiram elevar o esporte a algo próximo a uma religião.

Porque jamais têm medo do escuro.

Porque insistem em consertar coisas que estão além de suas habilidades, e se dedicam a isso com o mesmo entusiasmo de um adolescente, e se desesperam quando não conseguem.

Porque são como romãs: grande parte é impossível digerir, mas as sementes são deliciosas.

Porque jamais ficam comentando o que o vizinho pode pensar.

Porque sabemos sempre o que estão pensando, e quando abrem a boca dizem exatamente o que imaginávamos.

Porque jamais sonharam em se torturar com saltos altos.

Porque adoram explorar nosso corpo, e conquistar nossa alma.

Porque uma garota de 14 anos pode deixá-los em silêncio, e uma mulher de 25 consegue domá-los sem muito esforço.

Porque são sempre atraídos por extremos: opulentos ou ascéticos, guerreiros ou monges, artistas ou generais.

Porque fazem o possível e o impossível para tentar esconder suas fragilidades.

Porque o maior medo de um homem é não ser um homem - o que jamais passa pela cabeça de uma mulher (não ser uma mulher).

Porque sempre terminam a comida que está no prato, e não sentem culpa por causa disso.

Porque acham uma graça imensa em temas completamente desinteressantes, como o que aconteceu no trabalho, ou marcas de carros.

Porque são dotados de ombros onde conseguimos dormir sem muito esforço.

Porque estão em paz com seus corpos, exceto pequenas e insignificantes preocupações a respeito de calvície e obesidade.

Porque têm uma coragem impressionante diante de insetos.

Porque jamais mentem sobre a idade que têm.

Porque apesar de tudo que tentam demonstrar, não conseguem viver sem uma mulher.

Porque quando dizemos a um deles “eu te amo”, sempre pedem para que a gente explique exatamente como.

paulocoelho@paulocoelho.com.br
www.paulocoelhoblog.com/bruxadeportobello

Nenhum comentário: