Destaque:

A retrospectiva de Brás Cubas

Tenho grande apreço por Machado de Assis, pois acredito que sua contribuição para a Literatura Brasileira foi muito além de incrementar ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

terça-feira, 6 de abril de 2004

Sobre a intolerância

Existem dois deuses.

O deus que nossos professores nos ensinaram, e o Deus que nos ensina.

O deus sobre o qual as pessoas costumam conversar, e o Deus que conversa conosco.

O deus que aprendemos a temer, e o Deus que nos fala de misericórdia.

O deus que está nas alturas, e o Deus que participa de nossa vida diária.

O deus que nos cobra, e o Deus que perdoa nossas dívidas.

O deus que nos ameaça com os castigos do inferno, e o Deus que nos mostra o melhor caminho.

Existem dois deuses.

Um deus que nos afasta por nossas culpas, e um Deus que nos chama com Seu amor.

Quem deseja ir para o céu?

Um padre - que via o diabo nos prazeres da vida - foi até o bar da cidade e pediu a todos que comparecessem à igreja naquela tarde. Todos obedeceram. Com a igreja cheia, o padre bradou:

- Acabem com tanta bebida! Quem quer ir para o céu, levante a mão direita!

A igreja inteira levantou o braço - menos Manoel, que era considerado um homem digno, cumpridor de seus deveres.

Surpreso, o padre perguntou:

- E você, Manoel, não quer ir para o céu quando morrer?

- Claro que quero. Mas ainda não experimentei a vida que Deus me deu, e o senhor está querendo me levar agora!

Nenhuma fé

Jesus resolve assistir ao grande jogo de futebol entre católicos e protestantes. Chegam torcidas de todas as partes de mundo, com suas Bíblias, cores e convicções.

O jogo começa. No final do primeiro tempo, um católico pega a bola na área e marca um gol. A torcida urra, Jesus levanta-se, e comemora.

No início do segundo tempo, os protestantes empatam a partida. A outra torcida comemora com gritos entusiasmados e agradecimentos aos céus. Jesus torna a levantar-se, e comemora, porque todos os seus filhos estão contentes.

- Quem é você, que comemorou os dois gols? - pergunta um torcedor.

- Estou vendo um belo espetáculo - responde Jesus. - E estou me divertindo muito!

- Já vi tudo - conclui o torcedor. Você não deve respeitar nenhuma fé.

O combustível

- Mestre, o que é a fé?

O mestre pediu que o discípulo acendesse uma fogueira. Os dois sentaram-se frente a ela, e ficaram contemplando o fogo.

- Eis a fé - disse o mestre. - É a lenha da fogueira. O combustível que mantém acesa a chama de Deus em nosso coração.

- Mas a lenha precisa de uma centelha para transformar-se em luz.

- Existem várias centelhas; a mais comum chama-se Vontade. Basta querer ter fé, e ela aparece em nosso caminho.

- Mesmo quando passamos uma vida inteira sem acreditar em nada?

- Sempre acreditamos, mesmo sem reconhecer ou aceitar, e por isso é tão fácil despertar a centelha. E além do mais, quanto mais vivemos, mais próximos estamos de Deus: a lenha velha queima sempre com mais facilidade.

Nenhum comentário: