Destaque:

El centenario de las apariciones de la Virgem Maria en Fatima

Rosa Caroline Crespo Fernández Valderi da Silva En su visita al santuario de Fátima en 1982, San Juan Pablo II proclamaba que "a ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

terça-feira, 30 de dezembro de 2003

Politicamente incorreto: casamento

Como já aconteceu outras vezes, é importante abrir de vez em quando espaço nesta coluna para olhar o mundo de uma perspectiva diferente, mas incorreta. Hoje o tema central é o casamento, que começa sendo ilustrado por uma história:
Adão caminhava pelos jardins do Paraíso com uma expressão bastante deprimida. Neste momento, ouviu a voz de Deus, que perguntava:
- O que está errado em sua vida?
Adão respondeu que não tinha ninguém com quem conversar.
Deus, que gostaria de vê-lo contente, resolve que criaria uma companheira, a qual daria o nome de "mulher."
- Farei o melhor possível continuou Deus. Esta nova criatura irá cozinhar, lavar, e sempre estar de acordo com qualquer coisa que você decidir. Ela irá lhe dar herdeiros, mas jamais o acordará no meio da noite para cuidar deles.
"Não terá ciúmes, será a primeira a admitir que está errada (mesmo que não esteja), e encherá todas as suas horas de carinho, amor, e ternura."
- Quanto isso vai me custar? perguntou Adão.
- Uma perna e um braço.
- Muito caro. O que posso receber em troca de uma costela?
O resto, como sabemos, é história. E deu origem a uma série de provérbios (também politicamente incorretos) que transcrevo a seguir:
"O diabo coloca o homem em cima da mulher no começo, para depois colocar a mulher em cima do homem" (provérbio da Córsega)
"Existem três tipos de homem que não compreende as mulheres: os velhos, os jovens, e os que estão entre estas duas idades" (provérbio irlandês)
"O casamento não é uma loteria, porque na loteria sempre existem vencedores" (G. Bernard Shaw)
"O amor é como a sopa: as primeiras colheres são desagradáveis porque queimam, e as últimas são horríveis porque estão sempre muito frias" (Jeanne Moreau)
"O amor é cego, mas o casamento faz com que possamos recuperar a visão" (provérbio alemão)
"A teoria da relatividade é o seguinte: uma hora perto de uma mulher bonita parece durar um minuto. Um minuto perto de uma mulher feia, parece durar uma hora" (Albert Eistein)
"Jamais faça amor sábado à noite, porque o domingo vai chegar, e você não saberá como ocupar seu tempo" (Sacha Guitry)
"Os homens se casam porque estão cansados de procurar. As mulheres se casam porque tem medo de continuar procurando. Ambos terminam tristes com o resultado" (Oscar Wilde)
"As mulheres terminam vivendo sempre mais que os homens, sobretudo quando elas ficam viúvas" (Clemenceau)
"As mulheres dividem nosso prazer, dobram nossa inquietação, e triplicam nossas despesas" (Oscar Wilde)
"O divórcio é uma doença contagiosa, cujos primeiros sintomas surgem no dia de nosso casamento" (Elisabeth Taylor)
"O casamento é o único tipo de prisão perpétua cuja sentença só pode ser suspensa por má conduta" (de novo, Oscar Wilde).
E para terminar esta coluna politicamente incorreta, conto a história do homem que, por não pagar imposto de renda, foi condenado a passar o resto da eternidade no inferno, casado com com uma mulher horrível. Dois anos depois encontra outro amigo, que havia sonegado mais dinheiro que ele, vivendo com uma mulher mais feia ainda.
Os dois, conformados com o destino, encontram de repente um terceiro amigo com uma loura inteligentíssima, belíssima, capaz de matar todos de inveja. - Mas como você conseguiu isso? perguntam. - Não tenho a menor idéia responde o amigo. Só sei que, cada vez que nos beijamos, ela grita: "maldito imposto de renda!!!"

Nenhum comentário: