Destaque:

A retrospectiva de Brás Cubas

Tenho grande apreço por Machado de Assis, pois acredito que sua contribuição para a Literatura Brasileira foi muito além de incrementar ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

terça-feira, 29 de julho de 2003

Da arte de escolher

Carlos Castañeda diz: "O grande poder do ser humano está na sua capacidade de tomar decisões". Cada decisão que tomamos nos permite modificar o futuro e o passado.
Escolher significa: "Eu me comprometo". Quando alguém faz uma escolha, deve lembrar-se que o caminho a ser percorrido vai ser muito diferente do caminho imaginado. Escolher significa: "Bem, eu sei aonde quero chegar".
Escolher também significa: "Terei que abandonar uma série de coisas". É com este compromisso que o guerreiro da luz segue adiante.
Escolhendo em paz
O guerreiro da luz medita. Senta-se em um lugar tranqüilo da sua tenda, e entrega-se à luz divina.
Ao fazer isso, procura não pensar em nada; desliga-se da busca de prazeres, dos desafios e das revelações - e deixa que seus dons e seus poderes desconhecidos se manifestem.
Mesmo que não perceba na mesma hora, esses dons e poderes estão tomando conta de sua vida, e vão influir no seu cotidiano.
Enquanto medita, o guerreiro não é ele, mas uma centelha da Alma do Mundo. São esses momentos que lhe permitem entender sua responsabilidade, e agir de acordo com ela. Um guerreiro da luz sabe: no silêncio do seu coração, existe uma ordem superior que lhe mostrará os passos de sua escolha pessoal.
Escolhendo com confiança
O guerreiro da luz sempre consegue equilibrar Rigor e Misericórdia. Para atingir seu sonho, precisa de uma vontade firme - e de uma imensa capacidade de entrega.
Embora tenha um objetivo, nem sempre o caminho para atingi-lo é aquele que imagina: por isso, o guerreiro usa a disciplina e a compaixão. Deus jamais abandona seus filhos - mas os desígnios da Providência são insondáveis.
Assim, para o guerreiro da luz, não existe nada abstrato. Tudo é concreto, e tudo lhe diz respeito.
Ele não está sentado no conforto de sua tenda, observando o que acontece no mundo, mas aceitando cada desafio como uma oportunidade para transformar a si mesmo.
Alguns de seus companheiros passam a vida criticando a falta de escolha, ou comentando as decisões alheias. O guerreiro, porém, transforma seu pensamento em ação.
Algumas vezes ele erra, e paga - sem reclamar - o preço de seu erro. Outras vezes desvia-se do caminho, e perde muito tempo voltando ao destino original.
Mas um guerreiro não se distrai, porque sabe o que está procurando.
Escolhendo com decisão
Um guerreiro da luz tem as qualidades de uma rocha.
Quando está em terreno plano - tudo a sua volta encontra-se em harmonia - ele se mantém estável. As pessoas podem construir suas casas em cima do que foi criado por ele, porque a tempestade não será destruidora.
Quando, porém, o colocam em terreno inclinado, e nada à sua volta demonstra qualquer respeito ou equilíbrio por seu trabalho, ele revela sua força, rolando em direção ao inimigo que ameaça sua escolha. Sem crueldade, mas com decisão, o guerreiro não se deixa paralisar por seus adversários.
Um guerreiro da luz pensa no bom combate e na paz ao mesmo tempo, e sabe agir de acordo com as circunstâncias.

Nenhum comentário: