Destaque:

El centenario de las apariciones de la Virgem Maria en Fatima

Rosa Caroline Crespo Fernández Valderi da Silva En su visita al santuario de Fátima en 1982, San Juan Pablo II proclamaba que "a ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

terça-feira, 29 de julho de 2003

Da arte de escolher

Carlos Castañeda diz: "O grande poder do ser humano está na sua capacidade de tomar decisões". Cada decisão que tomamos nos permite modificar o futuro e o passado.
Escolher significa: "Eu me comprometo". Quando alguém faz uma escolha, deve lembrar-se que o caminho a ser percorrido vai ser muito diferente do caminho imaginado. Escolher significa: "Bem, eu sei aonde quero chegar".
Escolher também significa: "Terei que abandonar uma série de coisas". É com este compromisso que o guerreiro da luz segue adiante.
Escolhendo em paz
O guerreiro da luz medita. Senta-se em um lugar tranqüilo da sua tenda, e entrega-se à luz divina.
Ao fazer isso, procura não pensar em nada; desliga-se da busca de prazeres, dos desafios e das revelações - e deixa que seus dons e seus poderes desconhecidos se manifestem.
Mesmo que não perceba na mesma hora, esses dons e poderes estão tomando conta de sua vida, e vão influir no seu cotidiano.
Enquanto medita, o guerreiro não é ele, mas uma centelha da Alma do Mundo. São esses momentos que lhe permitem entender sua responsabilidade, e agir de acordo com ela. Um guerreiro da luz sabe: no silêncio do seu coração, existe uma ordem superior que lhe mostrará os passos de sua escolha pessoal.
Escolhendo com confiança
O guerreiro da luz sempre consegue equilibrar Rigor e Misericórdia. Para atingir seu sonho, precisa de uma vontade firme - e de uma imensa capacidade de entrega.
Embora tenha um objetivo, nem sempre o caminho para atingi-lo é aquele que imagina: por isso, o guerreiro usa a disciplina e a compaixão. Deus jamais abandona seus filhos - mas os desígnios da Providência são insondáveis.
Assim, para o guerreiro da luz, não existe nada abstrato. Tudo é concreto, e tudo lhe diz respeito.
Ele não está sentado no conforto de sua tenda, observando o que acontece no mundo, mas aceitando cada desafio como uma oportunidade para transformar a si mesmo.
Alguns de seus companheiros passam a vida criticando a falta de escolha, ou comentando as decisões alheias. O guerreiro, porém, transforma seu pensamento em ação.
Algumas vezes ele erra, e paga - sem reclamar - o preço de seu erro. Outras vezes desvia-se do caminho, e perde muito tempo voltando ao destino original.
Mas um guerreiro não se distrai, porque sabe o que está procurando.
Escolhendo com decisão
Um guerreiro da luz tem as qualidades de uma rocha.
Quando está em terreno plano - tudo a sua volta encontra-se em harmonia - ele se mantém estável. As pessoas podem construir suas casas em cima do que foi criado por ele, porque a tempestade não será destruidora.
Quando, porém, o colocam em terreno inclinado, e nada à sua volta demonstra qualquer respeito ou equilíbrio por seu trabalho, ele revela sua força, rolando em direção ao inimigo que ameaça sua escolha. Sem crueldade, mas com decisão, o guerreiro não se deixa paralisar por seus adversários.
Um guerreiro da luz pensa no bom combate e na paz ao mesmo tempo, e sabe agir de acordo com as circunstâncias.

Nenhum comentário: