Destaque:

El centenario de las apariciones de la Virgem Maria en Fatima

Rosa Caroline Crespo Fernández Valderi da Silva En su visita al santuario de Fátima en 1982, San Juan Pablo II proclamaba que "a ...

Você escolheria a Monarquia como melhor sistema de governo para o Brasil?

terça-feira, 4 de fevereiro de 2003

Histórias sobre o príncipe das trevas

Procurando a discórdia
O demônio caminhava por uma trilha no meio de dois campos, onde lavradores colhiam uvas.
"Vou semear um pouco daquilo que os seres humanos mais gostam: ter razão no que dizem", pensou.
Colocou um chapéu onde a metade direita era verde, e a outra metade amarela.
- Sigam-me para encontrar um tesouro!- gritou para os camponeses. Depois, escondeu-se atrás de uma árvore.
Os trabalhadores correram para a estrada.
- Vamos seguir o senhor de chapéu verde - disseram os homens do campo a direita.
- Vocês estão querendo nos enganar: devemos seguir alguém de chapéu amarelo - gritavam os homens do campo a esquerda.
A discussão aumentou. Meia hora depois, os lavradores haviam esquecido o tesouro, e se matavam a golpe de foice - para ver quem tinha razão sobre a cor do chapéu.
Nenhum já é muito
Um homem chamou um padre para fazer um exorcismo em sua casa. Foi morar num hotel, e deixou-o entregue ao trabalho.
O sacerdote passou alguns dias dormindo no lugar mal-assombrado, colocou água-benta em todos os quartos, fez orações e, quando deu sua tarefa por encerrada, chamou de volta o proprietário, dizendo que o resultado fora excelente.
- Quantos demônios você exorcizou? - perguntou o dono da casa.
- Nenhum.
- Então como o resultado pode ter sido excelente?
- Quando se está lidando com as forças do mal, nenhum é a melhor coisa que pode acontecer.
Na busca da verdade
O demônio conversava com seus amigos, quando notaram um homem caminhando por uma estrada. Acompanharam seu trajeto com os olhos, e viram que ele abaixou-se para pegar algo no chão.
- O que ele encontrou? - perguntou um dos amigos.
- Um pedaço da Verdade - respondeu o demônio.
Os amigos ficaram preocupadíssimos. Afinal de contas, um pedaço da Verdade poderia salvar a alma daquele homem - e seria menos um no Inferno. Mas o demônio continuava imperturbável, olhando a paisagem.
- Você não se preocupa? - disse um dos seus companheiros. - Ele achou um pedaço da Verdade!
- Não me preocupo - respondeu o demônio. - Sabe o que ele fará com este pedaço? Como sempre, vai criar uma nova religião. E conseguirá afastar mais pessoas da Verdade total.
A tentação do justo
Um grupo de demônios procurava entrar na alma de um homem santo que vivia perto do Cairo; já o haviam tentado com mulheres da Núbia, comidas do Egito, tesouros da Líbia, mas nada havia dado resultado.
Um dia, Satanás ia passando, e viu o esforço, de seus servos.
- Vocês não entendem nada - disse Satanás. - Não utilizaram a única tentação que ninguém resiste; vou ensiná-los.
Aproximando-se do homem santo, sussurrou em seus ouvidos:
- Lembra do padre que estudou com você? Acaba de ser nomeado Bispo de Alexandria.
Na mesma hora, o homem santo teve um ataque de raiva, e blasfemou contra a injustiça, a de Deus.
- Da próxima vez, usem logo esta tentação - disse Satanás aos servos. - Um homem pode resistir a quase tudo, mas sempre tem inveja da vitória do seu irmão.

Nenhum comentário: